Hoje em dia fazer compras é uma desgraça !

No meu tempo, as pessoas quando queriam comprar alguma coisa, simplesmente entravam em uma loja, davam o dinheiro, pegavam o produto e iam embora. Vivíamos num paraíso e não sabíamos.


Hoje em dia quando você vai fazer alguma compra de um produto, por mais idiota que ele seja, parece que a empresa deseja grudar em você para sempre, é como se você estivesse comprando um bem importante como um imóvel de luxo no Panamby, lhe pedem tudo: CPF, telefone e e-mail ! Porra!
Eu não estou querendo abrir crediário, eu estou querendo chegar logo na minha casa com o produto que eu planejei comprar. Mas nada pode ser simples no Brasil, tem empresa que pede suas redes sociais e manda você entrar nas redes delas. CARALHO! Eu não quero ser amiguinho da sua empresa, eu quero comprar uma maldita porra de um produto que ela tem, é só isso BUCETA!


E ainda por cima as empresas pedem pra você avaliar o atendimento que a balconista lhe dá ao invés avaliar a empresa e o seu produto… Desgraça! Eu não saí da minha casa me arriscando a ser morto e assaltado pra avaliar ninguém, EU QUERO DAR O DINHEIRO E RECEBER O PRODUTO! É PEDIR MUITO? Eu queria que tivesse um jeito de avaliar o quão chata a empresa é, isso não tem!

As empresas que ficam pedindo avaliação do atendimento dos funcionários delas, ao meu ver, querem na verdade baratear custo e maximizar lucros deixando de ter funcionários responsáveis pela avaliação da qualidade do serviço prestado para pôr no seu lugar, o próprio usuário do produto, tendo assim um avaliador de qualidade trabalhando desgraça para elas… As empresas acham que perguntar para o cliente se o atendimento foi bom, faz com que ela nunca entre em crise por estar agradando o cliente. Mal sabem elas que nós usuários avaliamos por pena, a maioria dos atendimentos, como “BONS” para nos vermos livre logo da pesquisa e focarmos no que realmente interessa: LEVAR A DESGRAÇA DO PRODUTO PRA CASA! É por isso que cada vez mais as empresas são tidas como trapaceiras e safadas no site RECLAME AQUI, é claro, elas perderam a empatia com o cliente e delegaram aos outros a tarefa a tarefa que é sua: ter um bom produto e um atendimento simples. Parece que as empresas querem lucros mas não querem mais “perder o tempo” com pessoas, todos nós somos seres quadrados com necessidades que são mapeadas numa URA de telefone assim:

1) Disque 1 se você achou bom
2) Disque 2 se você achou ruim
3) Disque 3 se você quer dar a bunda
4) Disque 4 se você quer assassinar os criadores da URA
5) Disque 5 se você quer colocar o dono da empresa para ouvir essa URA filha da puta
5) Disque 6 se você quer colocar o dono da empresa para ouvir essa URA filha da puta por uma hora
6) Disque 7 se você achou a voz da vendedora sexy
7) Disque 8 se você é homofóbico e achou o vendedor gay
8) Disque 9 para fazer a trigésima nona pesquisa da nossa empresa

Eu fico imaginando se o serviço de emergência da Polícia Militar atendesse da mesma forma que essas empresas Hight Tech atendem o seu cliente:

1) Disque 1 se você acabou de ser esfaqueado
2) Disque 2 se você está sendo estuprado
3) Disque 3 se você acabou de levar um tiro
4) Disque 4 se uma bomba explodiu a sua moradia
5) Disque 5 se você teve acidente com fratura exposta
6) Disque 6 se você viu uma infração
7) Disque 7 se você viu um crime grave
8) Disque 8 se você deseja se entregar
9) Disque 9 se você quer denunciar um traficante

10) Fique em linha após a ocorrência para fazer a pesquisa de satisfação leva só 9 minutos!

E quando vamos ao mercado, além dos vagabundos donos desses lugares quererem nos forçar ter o maldito cartão deles, as caixas são orientadas a perguntarem um monte de coisas para nós, além do estabelecimento convencer alguns usuários a usarem A PORRA DO APLICATIVO deles para ter desconto na FILA DO CAIXA,
a fila tem lá umas 10 pessoas e uma lá na frente decide abrir o aplicativo do mercado para ter o desconto de centavos que vai deixá-la milionária, aí todos nós temos que ficar aguardando a desgraça do celular cretino da pessoa pegar a internet, baixar o aplicativo de novo (porque todos os dias os aplicativos querem se atualizar na hora mais inadequada possível) , aí o aplicativo ou o celular da pessoa dão falhas e mais falhas, a fila que estava com 10 pessoas agora já está com 20 e não anda porque a miserável tá lá na frente querendo ter a miséria de um desconto de 50 centavos numa bosta de uma camisinha. Quando a anta consegue fazer com que o aplicativo de gente avarenta funcione, o sistema de todos os caixas que é ligado diretamente com o inferno, cai! Você então começa a se auto amaldiçoar por ter tido a ideia infeliz de ter ido naquele mercado comprar a merda de um saco de arroz, era melhor e mais fácil ter ido pedir um financiamento pra pagar em 25 anos num banco…

Sem falar que você agora não pode mais fazer compra e sair na rua se não 25 nóias vão vir atrás de você, olhando bem no meio dos seus olhos, como se fossem íntimos para puxarem um assunto besta com você para poderem lhe pedir alguma coisa ou lhe roubar mesmo.

Também tem aquelas lojas que você mal virou o olho pra ver o que tem na vitrine delas e já surgem uns duzentos vendedores quase que penetrando em você perguntando o que você precisa. Dá vontade de falar: EU PRECISO DE UMA ROLA, CARALHO! Você nem deu confiança pra ninguém, tá indo apressado pra um compromisso qualquer e os vendedores da loja querem ter socar um produto no lombo a qualquer custo! Claro, os vagabundos dos chefes deles adotam um negócio chamado METAS que no bom português é FAZER DE TUDO PRA TER UM OBJETIVO CUMPRIDO, afinal se o seu colega fez um monte de trambique pra atingir aquela meta, você também deverá fazer, se não fazer, é seu emprego que vai embora. Isso não é vida, isso é um sistema de inferno onde todo mundo põe a faca no pescoço de todo mundo.

E depois de enfrentar a savana africana que é fazer compras no Brasil, você tem que prestar atenção se não te passaram para trás e se preparar para o seu nome ser alvo de spam por e-mail, telefones e redes sociais. Sim, teve um tempo que ter telefone no Brasil era um luxo, um conforto, um diferencial, hoje o telefone se tornou uma praga. Ser humano nenhum mais usa, só empresa! É o TeleSpam. Se descobrem que tem alguém doente na sua casa, todo dia começa a Funerária Morra Em Paz te ligar pra casa oferecendo produtos usando a voz de um locutor de motel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


FOFOCAS
JavaNunes · Hetero da TIM - Brasil
JavaNunes · No hospital na sala de putaria
JavaNunes · Vai fazer cocô o dia inteiro e colocar comida pra fora